Direcionar

Procurando algo?

31 de jan de 2009

Morre o criador do Gurgel

João Augusto Conrado do Amaral Gurgel, dono da extinta Gurgel Motores, a mais importante fabricante independente com capital integralmente nacional, morreu nesta sexta (30), aos 82 anos, em São Paulo. Gurgel, que havia oito anos sofria de Mal de Alzheimer, estava internado no hospital São Luiz. Seu corpo está sendo velado no cemitério do Morumbi e será enterrado às 13h.

Suas primeiras atividades industriais na capital paulista foram modestas, no início dos anos 60. Produziu karts (Gurgel Júnior), minicarros para crianças (réplicas de Corvette e Karmann-Ghia) e realizava experiências iniciais com veículos elétricos embrionários. Gurgel fundou em 1962 na cidade de Rio Claro (SP) a fábrica que levava seu nome. Durante esse período Gurgel desenvolveu carros totalmente nacionais, do projeto à fabricação.

No Salão do Automóvel de 1966, três anos antes de se estabelecer de modo mais bem organizado como indústria, lançou o bugue Ipanema com chassi e mecânica do Fusca. O utilitário leve Xavante XT tornou-se o primeiro sucesso de vendas já em 1970. As linhas lembravam as do Ipanema, mas Gurgel desenvolveu um chassi próprio e engenhoso: tubular de aço, revestido de plástico reforçado com fibra de vidro, sendo esse também o material da carroceria.

Gurgel Supermini - foto Divulgação
O Gurgel Supermini, um dos sucessos da fábrica paulista

"Gurgel era um sonhador. Ele é quem foi mais longe na missão de construir um automóvel genuinamente nacional", afirma o jornalista especializado em indústria automobilística Fernando Calmon, colunista de Interpress Motor, que fez uma reportagem sobre a trajetória da Gurgel (leia aqui). São inúmeros os modelos que ainda rodam por aí: BR-800, Supermini (uma evolução daquele), Carajás, XEF, Tocantins, entre outros. As atividades da Gurgel Motores S.A. foram encerradas em 1994.

Via Uol

Nenhum comentário:

Postar um comentário